Cama japonesa: funcionalidade e estilo com 60 ideias criativas

Dormir próximo ao chão, segundo os orientais, garante um sono mais tranquilo, já que a terra absorve e renova as energias. Por essa razão, as camas baixas são tão largamente utilizadas em países orientais. Já por aqui no ocidente, esse tipo de cama, também conhecida como cama japonesa, fez sucesso mesmo pelo seu design minimalista, ideal para quem busca por uma decoração moderna. .

Originalmente, no Japão, a cama é formada por um colchão estilo futon — um acolchoado flexível e que mede, no máximo, cinco centímetros de altura — esticado sobre uma esteira. Após o uso, ele é comumente dobrado e guardado. Contudo, a versão original sofreu alguns ajustes e adaptações para o estilo de vida ocidental.

Dessa forma, o colchão, ao invés de ser colocado diretamente sobre o chão, passou a ser acomodado sobre uma estrutura geralmente feita de madeira, metal ou alvenaria. As medidas da cama japonesa também foram adaptadas para os padrões ocidentais e, ao posicionar o colchão no centro, a base da estrutura fica exposta, essas sobras nas laterais costumam ser utilizadas como apoio para pequenos objetos.

Atualmente, em terras ocidentais, é possível encontrar camas estilo japonesas nas mais diversas cores e materiais, inclusive uma que faz muito sucesso é a cama de pallet. Uma forma simples, econômica e sustentável de ter a própria cama. Mas caso deseje comprar uma pronta, há opções para todos os bolsos. O preço de uma cama japonesa de casal varia entre R$ 500 a R$ 2500, dependendo do material com que é feita.

Para manter a tradição japonesa considere utilizar um futon no lugar do colchão. Mas se a sua ideia é apenas apostar no design da cama, atente-se para a principal característica desse modelo que é a altura. Portanto, colchão e estrutura devem ter no máximo no máximo 50 centímetros de altura para não fugir do conceito.

Na hora de compor o quarto é importante que os demais móveis estejam de acordo com as medidas da cama, especialmente criados-mudos para que não fiquem altos demais em relação a cama. Aliás, muitos modelos já vêm com cabeceira e criado-mudo incluso na própria estrutura da cama.

Se desejar completar a proposta de decoração estilo oriental, itens como objetos de fibras naturais, como o bambu e o algodão, estampas de flor de cerejeira, biombos, tons neutros e luminárias de papel de arroz não podem ficar de fora.

Conheça a seguir as principais vantagens e desvantagens do uso da cama japonesa

Cama japonesa

Vantagens da cama japonesa

  1. A cama japonesa ajuda a ampliar os ambientes. Por ser mais baixa, esse modelo é ideal para quem deseja valorizar o espaço do quarto e criar um ambiente mais acolhedor e aconchegante;
  2. A cama japonesa oferece um leque maior de opções de colchões, podendo ser desde o futon, mantendo o estilo tradicional, até mesmo colchões de mola ensacada, mais confortáveis e macios;
  3. As camas são japonesas, mas o estilo da decoração pode ser a que você quiser. Os diferentes modelos, materiais e cores das camas japonesas permitem que elas sejam usadas nos mais diferentes estilos de decoração;

Desvantagens da cama japonesa

  1. Uma das grandes desvantagens desse tipo de cama é em relação a limpeza. A proximidade com o chão dificulta a limpeza e favorece o acúmulo de pó;
  2. Esse tipo de cama exige um rodizio do colchão mais frequente, a fim de evitar a umidade e o acúmulo de ácaros, já que a curta distância entre o chão e o colchão favorecem o problema. Esse procedimento é muito importante para garantir uma maior durabilidade do colchão;
  3. A altura da cama japonesa pode ser um problema para quem sofre com dores de coluna ou possui mobilidade reduzida, já que ela exigirá um esforço maior para deitar e levantar;
  4. A combinação com os outros móveis do quarto é outra desvantagem desse tipo de cama. Eles precisam ser bem escolhidos para não perder a funcionalidade, especialmente os móveis que ficam mais pertos da cama como os criados-mudos e luminárias;

60 ideias de decoração de ambientes com a cama japonesa

Depois de avaliar todos os prós e contras da cama japonesa, o que acha de conferir algumas imagens de projetos de quarto que apostaram nesse estilo? Elas irão te ajudar a decidir se essa é mesmo a cama certa para você. Vem ver:

01. Quarto jovem e moderno apostou na cama japonesa branca.

Quarto jovem com cama japonesa

02. Cabeceira e criado-mudo integram a estrutura dessa cama japonesa.

Cama japonesa com cabeceira e criado-mudo

03. Para o quarto de casal com decoração clean, a opção foi por uma cama japonesa feita em madeira clara, com cabeceira e criados-mudos na mesma cor.

Quarto clean com cama japonesa

04. “Sobras” nas laterais é uma das características mais marcantes desse tipo de cama.

Quarto com cama japonesa

05. Nesse quarto, o colchão foi colocado diretamente sobre o chão, contudo, a área da cama foi elevada em relação ao restante do quarto.

Cama elevada com colchão

06. Camas japonesas de solteiro são uma grande aliada da pedagogia Montessoriana.

Cama japonesa de solteiro

07. Cabeceira e criado-mudo em uma única peça, respeitando a altura da cama japonesa.

Quarto de casal com cama japonesa e cabeceira unida ao criado mudo

08. Cama japonesa planejada; o colchão fica dentro da estrutura da cama, ressaltando apenas uma parte dele.

Cama japonesa planejada

09. Tapete felpudo deixa o quarto ainda mais aconchegante.

Tapete felpudo e cama japonesa no quarto

10. Estrutura única de madeira abriga a cama e outras funções.

Cama japonesa sobre estrutura de madeira

11. Nesse quarto o colchão fica elevado e apoiado sobre um espécie de balcão.

Balcão com cama japonesa

12. Base de madeira vai do chão até o teto; o resultado é um ambiente requintado e sofisticado.

Base de madeira para a cama japonesa

13. Quarto de casal rústico com cama japonesa.

Quarto rústico com cama japonesa

14. Ao estilo oriental: quarto minimalista, de tons neutros e sóbrios.

Estilo oriental e cama japonesa no quarto

15. Além da cama japonesa, a decoração ainda conta com luminárias de estilo oriental.

Luminárias no estilo oriental para cama japonesa

16. Nesse quarto, apenas o design da cama é japonês, já que a altura é praticamente a mesma das camas ocidentais.

Design semelhante a uma cama japonesa

17. As laterais de apoio da cama japonesa podem ter o tamanho que desejar.

As laterais de apoio da cama japonesa podem ter o tamanho que desejar

18. Direto no chão: o colchão fica em um piso mais elevado para diferenciar a área de dormir do restante do quarto; destaque para a decoração rústica e étnica em contraste com a cama de estilo japonesa.

Cama direto no chão

19. Um pequeno pé para elevar a cama pode ser a solução para evitar a umidade no colchão e facilitar a limpeza.

Pequeno pé para elevar a cama

20. Atenção para escolha dos móveis que ficarão próximos à cama; importante que eles se mantenham em uma altura proporcional.

Detalhe da cama japonesa e mobiliário no quarto

21. Cama japonesa de pallet, a preferida para quem gosta de um estilo mais rústico.

Cama japonesa de pallet

22. Cama japonesa para o quarto de decoração clean, neutra e suave.

Quarto clean com cama japonesa

23. E o que acha de um mezanino para acomodar a cama? Nesse caso, o colchão está diretamente colocado sobre o chão.

Mezanino

24. Nesse quarto, o colchão foi colocado dentro de uma estrutura vazada de madeira.

Colchão encaixado sobre estrutura

25. Cama japonesa de madeira com estrutura para dossel.

Cama japonesa de madeira

26. No velho estilo tradicional japonês: colchão sobre tatames.

Colchão sobre tatames

27. Camas japonesas brancas são uma ótima opção para propostas mais modernas.

Cama japonesa branca

28. Cama japonesa infantil para incentivar a autonomia das crianças.

Cama japonesa infantil

29. Use as “sobras” da cama como criado-mudo.

Sobras da cama com criado mudo

30. Casal, queen ou king size? As camas japonesas podem ter o tamanho que você desejar.

Cama japonesa grande

31. Se a proposta é um quarto acolhedor, use madeira em tudo.

Madeira para um quarto acolhedor

32. As camas japonesas feitas com pallets combinam muito bem com quartos infantojuvenil.

Cama japonesa de pallet

33. Um quarto oriental em todos os detalhes.

Quarto de casal oriental

34. Base preta da cama japonesa é uma boa opção para decorações modernas.

Base preta na cama japonesa

35. Cama japonesa: cores orientais na decoração moderna desse quarto.

Cores orientais na decoração moderna desse quarto

36. Quer explorar ainda mais as influências orientais? Então use e abuse da iluminação natural.

Destaque para iluminação natural no quarto com cama japonesa

37. Cama japonesa com abertura lateral.

Cama japonesa com abertura lateral

38. Quartinho dos sonhos para qualquer criança.

Quartinho dos sonhos para qualquer criança

39. Além da cama, a estrutura acomoda em suas laterais um espaço que pode servir como sofá.

Além da cama, a estrutura acomoda em suas laterais um espaço que pode servir como sofá

40. Um pé no ocidente, outro no oriente: a cama tem design ocidental, já a altura é característica das camas orientais.

Cama com design ocidental

41. A altura das luminárias de teto também deve ser pensada com base no estilo da cama japonesa.

Quarto com luminária de teto e cama japonesa

42. No ocidente, muitas vezes, o design da cama japonesa é mais valorizado do que a sua função de auxiliar no sono.

Cama japonesa com dossel

43. Para economizar espaço no quarto, a cama foi colocada no mesmo nível da escrivaninha.

Cama sobre o mesmo nível da escrivaninha

44. Base simples, de madeira rústica, contrasta com o conforto e a maciez do colchão alto.

Base de madeira rústica no quarto

45. Tons mais escuros de madeira deixam o quarto mais nobre e requintado.

Quarto nobre e requintado

46. Elas combinam com qualquer proposta de decoração; nesse quarto, a cama japonesa foi colocada de frente à parede de cimento queimado.

Cama japonesa em quarto com parede de cimento queimado

47. Sofá cama japonês.

Sofá cama japonesa

48. Camas elevadas permitem usar a parte inferior para armários; uma alternativa para ambientes pequenos.

Cama elevada

49. Muita luz, flores de cerejeira e cama baixa: típica decoração japonesa nesse quarto.

Muita luz, flores de cerejeira e cama baixa

50. As camas japonesas tradicionais não contam com cabeceira ou criados-mudo, essa é uma intervenção ocidental.

Quarto de casal com cama japonesa

51. Adapte a altura da cama, caso você ou o companheiro (a) tenha mobilidade reduzida.

Altura adaptada da cama japonesa

52. Piso elevado de madeira acomoda essa cama japonesa de casal.

Cama japonesa em base elevada de madeira

53. Cama japonesa é destaque no quarto azul.

Cama japonesa é destaque no quarto azul

54. Madeira clara e tons de verde são outra opção para quem deseja imprimir no ambiente o estilo oriental.

Madeira clara e tons de verde são outra opção para quem deseja imprimir no ambiente o estilo oriental

55. Enxoval roxo e cama japonesa.

Enxoval roxo e cama japonesa

56. Um cantinho aconchegante só para dormir e descansar.

Um cantinho aconchegante só para dormir e descansar

57. Cama japonesa flutuante.

Cama japonesa flutuante

58. Muitas almofadas também ajudam a criar o clima oriental no ambiente.

Muitas almofadas também ajudam a criar o clima oriental no ambiente

59. Dê aquele clima no quarto, instalando iluminação na base da cama.

Dê aquele clima no quarto, instalando iluminação na base da cama.

60. Use lençóis de elástico para valorizar o estilo da cama.

Use lençóis de elástico para valorizar o estilo da cama

61. Design é tudo numa peça.

62. Aproveite a base da cama e faça gavetões para organizar o quarto.

63. Se for usar luminárias altas, certifique-se que elas são, pelo menos, direcionáveis.

64. Proposta montessoriana se encaixa no mesmo conceito oriental de camas.

65. Intimista e acolhedor; duas características que resumem a decoração desse quarto.