Como fazer crochê: passo a passo para iniciantes

Falar em crochê faz você lembrar a infância ou a casa da sua vó? Certamente, muitas pessoas tem essa memória afetiva ligada à técnica. E não é para menos, o crochê realmente tem essa particularidade. Contudo, mesmo com o forte apelo emocional ligado as peças, o crochê perdeu espaço durante um tempo. Descubra hoje como fazer crochê com dicas para iniciantes:

Mas com a valorização das peças artesanais, o crochê ganhou status e voltou com tudo para a moda e para a decoração das casas.

E por isso mesmo, cada vez mais pessoas tem se interessado pela técnica, seja como forma de descontrair e relaxar, seja pela possibilidade de ganhar uma graninha extra.

Se você deseja começar nesse mundo novo do crochê, continue acompanhando o post que vamos te passar todas as dicas necessárias, desde a escolha dos materiais até a explicação dos pontos básicos, com tutoriais e vídeos explicativos. Vamos começar falando sobre os tipos de agulhas e linhas. Confira:

Tipos de agulhas e linhas para crochê

Agulhas de crochê

Para quem está começando com o crochê agora é importante saber qual agulha e linha usar em cada trabalho. E não menospreze esse tópico, achando que não fará diferença. Existem diversos tipos de agulhas, as mais comuns são feitas de madeira, plástico, aço, alumínio e cabo emborrachado. Os tamanhos variam entre 0,5mm a 10mm.

De modo geral, agulha grossa é para linha grossa. Agulha fina é para linha fina. Você saberá pelo tipo de trabalho que irá fazer, mas é importante saber que as linhas grossas produzem pontos mais abertos, enquanto as linhas mais finas criam pontos mais fechados.

O mais recomendado para os iniciantes é iniciar com linhas mais finas, porque são mais fáceis de trabalhar. Porém, uma linha mais grossa com uma agulha mais fina pode ajudar quem está iniciando a ter mais firmeza para fazer os pontos.

As linhas de crochê são feitas em camadas torcidas que formam um tipo de cordinha, quanto mais camadas mais grossa será a linha e sua numeração. Os materiais mais utilizados para linhas de crochê são o algodão e a lã.

Os barbantes são o tipo de fio mais usado para a fabricação de tapetes, já que ele é mais grosso e confere ao trabalho um aspecto mais rústico. Uma vantagem do barbante é que ele permite criar peças mais rapidamente, em função da espessura do fio, com isso, o trabalho rende mais.

No inicio, prefira as linhas de apenas uma cor, elas permitem que você visualize com facilidade o ponto. As linhas coloridas ou mescladas deixe para quando já tiver um pouquinho mais de prática.

Lembre-se sempre de conferir na embalagem da linha qual o tamanho de agulha mais indicado.

Como fazer crochê: materiais necessários

Materiais para fazer crochê

Depois de escolher a agulha e a linha mais adequada para você iniciar o trabalho, separe os demais materiais necessários. É importante ter tudo à mão para evitar que você interrompa o crochê a todo instante. Faça o check list:

  • Agulhas
  • Linhas
  • Tesoura (de qualquer tipo e tamanho, apenas para cortar o fio)
  • Fita métrica (para ajudar a medir a peça e o tamanho da correntinha inicial)

Tipos de pontos de crochê e suas abreviações

Pontos de crochê

1. Correntinha – corr

O ponto tipo correntinha é o primeiro que deve ser aprendido. Ele é mais simples e está presente em praticamente todos os trabalhos em crochê.

Para fazer o ponto correntinha forme um nó móvel em volta da agulha, dê a volta com a linha e passe pela laçada que foi criada. Puxe o pedaço de fio que está enrolado na agulha e inicie outro ponto através dele. Treine bastante, em média de 10 a 15 minutos por dia, até que consiga fazer pontos nem tão apertados nem tão soltos.

A abreviação do ponto correntinha ou corrente, como também é conhecido, é “corr”. Por isso, todas as vezes que você ver em um gráfico ou em uma revista essa indicação, lembre-se que trata desse ponto.

No vídeo abaixo, do canal Falando de Crochê, você confere o passo a passo simplificado de como fazer o ponte corrente, além de aprender o modo correto de segurar a linha. Confira:

Como fazer ponto correntinha ou corrente

2. Ponto baixíssimo – Pbx

O ponto baixíssimo é utilizado para finalizar peças, reforçar bordas, arrematar ou unir carreiras. Esse ponto não fica visível na peça e serve apenas para fazer um ponto seguro.

Muito parecido com o ponto corrente, o ponto baixíssimo se diferencia pela forma de dar a laçada que deve ser passando a agulha na correntinha. A abreviatura para esse ponto é “Pbx”.

Para não ter dúvidas de como fazer esse ponto, selecionamos o vídeo tutorial do artesão Wagner Reis com o passo a passo detalhado. Assista e faça também:

Como fazer ponto baixíssimo

3. Ponto Baixo – Pb

O ponto baixo é usado em peças que precisam ser mais firmes, como tapetes. Esse ponto é um pouquinho mais fechado e possui uma trama parecida com a do ponto alto.

Para fazê-lo é muito simples. Faça uma nova laçada a partir do ponto correntinha, mas não use a laçada que já está na agulha. Nesse ponto, você terá duas laçadas na agulha. Puxe uma nova laçada entre as duas, mantendo apenas uma na agulha. Vá repetindo.

Nos gráficos, o ponto baixo é representado como “Pb”.

O vídeo abaixo, do canal Aprendendo Crochê, mostra como fazer o ponto baixo de forma simples e fácil. Quer ver? Pegue agulha e linha e dê o play:

Como fazer ponto baixo do crochê

4. Ponto alto – Pa

O ponto alto produz peças com tecido mais mole. Esse ponto é mais aberto do que o ponto baixo e é utilizado para fazer diferentes peças de crochê, desde tapetes até blusas.

O tamanho desse ponto equivale a três pontos correntinhas. Para fazê-lo, enrole o fio em torno da agulha conte três pontos e dê uma laçada. Coloque a agulha no quarto ponto e puxe a linha, você ficará com três pontos na agulha. Tire os dois primeiros, lace e puxe pelos dois últimos.

O ponto alto é representado pela abreviação “pa”.

Tire as dúvidas de como fazer o ponto alto nesse vídeo do artesão Wagner Reis. Confira:

Como fazer ponto alto do crochê

Esses são os pontos mais importantes para quem está aprendendo crochê agora. Após praticar bastante, você estará dominando os pontos básicos e poderá passar para os pontos mais elaborados como o ponto segredo, ponto colmeia, ponto amor, ponto x, ponto zigue zague, entre outros.

Dicas para quem está começando a fazer crochê agora

  • A primeira coisa a fazer antes de iniciar uma peça é treinar os pontos. Faça uma peça de teste e desmanche quantas vezes for necessário. Isso é importante para que você se acostume com a agulha, a linha e o ponto.
  • Segure confortavelmente a agulha na mão. Não há uma maneira certa de segurar a agulha, mas o modo como você a utiliza definirá o seu estilo na técnica.
  • Prefira, no inicio, as cores únicas e preferencialmente mais claras para que você visualize melhor os pontos e possa fazer os ajustes necessários.
  • As agulhas maiores, acima de 2,5mm são as mais indicadas para quem está começando.
  • Caso perceba muita dificuldade com a linha de crochê, pode começar usando a linha para tricô.
  • O ponto correntinha é o principal. Comece por ele e não saia dele até conseguir manusear agulha e linha com facilidade.
  • Após treinar bastante com o ponto correntinha passe para os pontos baixo e alto.
  • Não são apenas os pontos de crochê que são conhecidos por abreviaturas. Existe outras abreviações importantes de conhecer para não ficar perdido ao ler um gráfico, entre eles estão: “sp” para indicar espaço; “pq” para representar ponto; “rep” que significa repita; “ult” para indicar último e “seg” que quer dizer seguinte.
  • Faça projetos diferentes: tapetes, blusas e outras peças.
  • Não use gráficos no inicio, eles podem te confundir. Procure aprender com vídeos tutoriais até se sentir seguro o suficiente para iniciar com eles.
  • Na hora de comprar a linha atente-se para algumas indicações importantes. A primeira delas é a metragem, ou seja, o tamanho da linha. Os vídeos que você assistir indicarão a metragem de linha necessária para confeccionar a peça. Sabendo disso, você comprará a linha de acordo com a sua necessidade. Essa informação consta na embalagem e cada fabricante trabalha com uma metragem diferente, o que é bom assim evita que falte linha ou, então, sobre linha demais.
  • Verifique também o peso ou espessura da linha. Caso você compre uma linha mais fina que a indicada no modelo, será preciso dar mais pontos do que o indicado na “receita”.
  • Outra coisa importante que o aprendiz de crochê deve saber é sobre a textura e maciez da linha. Ao trabalhar com duas linhas diferentes, certifique-se de que ambas sejam da mesma marca. Dessa forma você garante a uniformidade da peça. Já a textura da linha se refere a quantidade de camadas e dobras que ela tem. Um fio mais grosso evidencia os detalhes, enquanto os fios finos não revelam detalhes, deixando a peça mais homogênea e lisa.

Vídeos tutoriais para iniciar a técnica do crochê

Aprender vendo outra pessoa fazer é bem mais fácil, não é mesmo? Por isso, selecionamos alguns vídeos aulas com passo a passo simples de como fazer crochê. Assista, treine e, com certeza, dentro de pouco tempo você estará fazendo peças lindas e variadas de crochê.

1. Bico de crochê fácil, bonito e simples para toalha e fraldas

O artesão Wagner Reis ensina nesse outro vídeo como fazer um bico simples de crochê para valorizar toalhas, fraldas e panos de fralda. Um passo a passo importante e fundamental para todos aqueles que estão começando agora na técnica.

2. Quadradinho em crochê fácil – Passo a passo

Sabe aquelas colchas ou xales de sofá feitos com quadradinhos de crochê? Você pode aprender a fazê-los nesse vídeo com a artesã Drikka Mota. Aprenda e já comece a criar lindas peças.

3. Tapete de crochê simples e fácil para iniciantes

E que tal subir mais um degrau no aprendizado e descobrir como fazer um tapete de crochê simples e bonito? Gostou da ideia? Então acompanhe o passo a passo nesse vídeo do canal JNY Crochê.

4. Caminho de mesa simples e fácil de fazer

Decore sua cozinha com um lindo caminho de mesa. O canal Artes da Desi Croche ensina o passo a passo dessa peça para que você consiga aumentar gradativamente suas habilidades com o crochê. Prepare os materiais e assista: