Reciclagem em casa: veja dicas essenciais para fazer a separação em casa

A quantidade de lixo produzida no planeta é, sem dúvidas, um problema que aumentou consideravelmente nos últimos anos. O crescimento exponencial da produção e a rápida evolução econômica e tecnológica do mundo levaram, inevitavelmente, a um aumento da produção de lixo, tanto industrial, quanto domiciliar. A reciclagem em casa é uma das formas de buscar contornar esta situação e, assim, criar um modo de vida mais sustentável.

A palavra “reciclar” tem como significado “submeter algo a uma série de processos, mudanças e tratamentos que visam a sua reutilização”. Assim, a reciclagem do lixo tem como principal objetivo reutilizar aquela matéria prima para que ela, ao invés de ser descartada como lixo, ganhe uma nova função e utilidade.

Realizar a reciclagem em casa é uma ótima forma de reduzir a produção de lixo domiciliar e contribuir com o futuro do planeta. Entretanto, para que ela seja, de fato, eficaz, é preciso que você saiba como fazer a separação e armazenamento do lixo reciclável de maneira correta.

Preparamos este artigo para que você aprenda os princípios básicos da reciclagem em casa e, com isto, comece a contribuir para um mundo mais saudável e sustentável. Não perca!

Sustentabilidade e desenvolvimento: a importância da reciclagem em casa

Um dos principais problemas da alta produção de resíduos e lixo pelo ser humano é que certos materiais levam anos e anos para que sejam decompostos pela natureza. Ainda que o lixo seja tratado de forma adequada em aterros sanitários por exemplo, o espaço que aqueles resíduos ocupam e as substâncias que sua decomposição produzem tornam-se verdadeiros vilões e poluentes ambientais.

Sabemos que muitos locais não contam com um sistema de coleta de lixo e limpeza urbana para dar um destino adequado aos resíduos produzidos. Este problema de falta saneamento básico gera poluição ambiental e provoca uma série de doenças na população. Portanto, o tratamento do lixo é fundamental para o desenvolvimento saudável de qualquer sociedade.

Porém, mesmo quando o lixo é descartado de forma correta, é possível fazer muito mais para contribuir para a conservação do meio ambiente. A reciclagem em casa é uma das formas mais simples e eficazes de aplicar o conceito de sustentabilidade, pois permite o desenvolvimento econômico e social com uma redução do impacto ambiental das atividades humanas.

Uma prova do quanto a reciclagem em casa é benéfica para a natureza é analisar o tempo de decomposição de diversos produtos e materiais de nosso uso diário. Quando paramos para pensar em quantos anos leva para um simples copo de plástico retornar totalmente ao meio ambiente por meios naturais, percebemos que reciclar é um ato essencial na atualidade.

Qual o tempo de decomposição dos principais materiais de nosso uso diário?

Confira abaixo alguns exemplos de produtos que normalmente descartamos no lixo e o tempo que eles levam para sofrerem decomposição completa:

  • Jornais: 2 a 6 semanas;
  • Embalagens e guardanapos de papel: 1 a 4 meses;
  • Casca de frutas e alimentos: 3 meses;
  • Chicletes: 5 anos;
  • Copos descartáveis de plástico: de 200 a 450 anos;
  • Garrafas de plástico: mais de 500 anos;
  • Tampas de embalagens de plástico: 100 a 500 anos;
  • Vidro: mais de 1000 anos;
  • Latinhas de alumínio: 100 a 500 anos;
  • Tecidos: 6 meses a 1 ano;
  • Baterias e pilhas: 100 a 500 anos;
  • Bitucas de cigarro: 2 anos;
  • Fraldas descartáveis: 600 anos;
  • Borracha: tempo indeterminado.

Se deparar com esses dados pode ser bastante impactante, certo? É por este motivo que a reciclagem em casa é tão importante. Ao separar o seu lixo e destiná-lo a locais que possam fazer a reciclagem, você reduz consideravelmente o seu impacto ambiental e volume de resíduos produzidos.

Mas então, como fazer a reciclagem em casa de forma correta? Siga a leitura e aprenda atitudes simples e de grande efeito na preservação do meio ambiente!

Um guia completo para a reciclagem em casa

É possível reciclar e reutilizar muitos dos materiais que usamos em casa. As embalagens de plástico, vidro e alumínio são as mais comuns e importantes de serem recicladas, principalmente quando pensamos no tempo que levam para sofrerem decomposição na natureza.

Além destas, é importante estar atento ao descarte correto de pilhas e baterias, pois estes produtos possuem substâncias de alto teor poluente em sua composição. O mesmo ocorre com o óleo de cozinha que utilizamos para frituras. Não é correto fazer o descarte da gordura diretamente na pia e nem no lixo! Isto, porque o óleo é capaz de gerar grande poluição na água e no solo, caso não seja tratado adequadamente para o descarte.

Mas, afinal, quais são os produtos que podem ser reciclados? A seguir, preparamos uma lista de materiais e os cuidados que você deve ter com cada um para que faça a reciclagem em casa de forma correta. Confira!

Vidros

Vidros

A reciclagem do vidro é um processo que leva minutos! Fato que contrasta muito com os mais de 1000 anos necessários para que este material seja devolvido à natureza pelo processo de decomposição. Com a temperatura adequada para realizar a fusão do vidro, é possível derretê-lo e moldá-lo novamente em um novo produto. Portanto, sempre busque descartar as embalagens de vidro no lixo reciclável.

Uma dica além do descarte é que você reaproveite as embalagens de vidro para outros fins. Potes de vidro de alimentos industrializados podem se tornar recipientes para estocar qualquer coisa em casa! Muitas técnicas de artesanato ensinam a transformar potes de vidro em lindos vasos de plantas!

Plásticos

Plásticos

As embalagens de plástico são muito presentes em nosso dia a dia e a sua reciclagem é possível e urgente. Atualmente, a maioria dos produtos que compramos são armazenados em algum tipo de plástico e, por este ser um material derivado do petróleo, sabemos que é um recurso não renovável e importantíssimo de ser utilizado com consciência.

A reciclagem é uma maneira excelente de garantir que as próximas gerações tenham recursos naturais para se desenvolverem e viverem com qualidade de vida. Busque sempre destinar qualquer embalagem de plástico ao lixo reciclável.

Metais

Metais

A reciclagem dos metais, como o alumínio por exemplo, é uma forma eficaz de reduzir o impacto ambiental. Isto, porque ao utilizarmos metais reciclados, reduzimos a demanda pela mineração desses recursos e, como sabemos, atividades de mineração têm grande impacto sobre a natureza.

Os produtos feitos de metal devem ser encaminhados à reciclagem antes que sofram os efeitos do tempo e enferrujem, pois não é possível reciclá-los após a formação de ligas metálicas.

Papeis

Papeis

A reciclagem em casa dos papeis deve ser feita com muita atenção e obedecer a algumas regras, pois só é possível reciclar papeis secos e limpos. Lembre-se de que caixas de papelão são consideradas papeis para a reciclagem e seguem essas mesmas regras!

As caixas de leite e suco, conhecidas como embalagens do tipo Tetra Pak, embora sejam compostas por diversos materiais, também podem ser recicladas pelos próprios fabricantes! Basta que você as descarte sempre limpas e secas junto com o lixo reciclável.

Papeis usados para higiene pessoal, que possuam alguma sujeira ou gordura nunca devem ser destinados à reciclagem. Outros papeis que não são recicláveis são:

  • Papel higiênico;
  • Guardanapos;
  • Papel toalha;
  • Papel laminado;
  • Papel celofane;
  • Papel carbono;
  • Adesivos;
  • Etiquetas.

Isopor

O isopor é um material com muita capacidade de reciclagem, entretanto é necessário um grande volume desse produto para que seja possível fazer o processo. Devido ao baixo retorno financeiro, muitas empresas de reciclagem acabam rejeitando o isopor em suas coletas seletivas.

O ideal, portanto, é verificar se a empresa de reciclagem à qual se destina o seu lixo faz a reciclagem do isopor.

Reciclagem em casa: um passo a passo simples para a sustentabilidade

Agora que já conhecemos um pouco sobre o processo de reciclagem e a sua importância para a conservação do meio ambiente, chegou a hora de entender de maneira prática como implantar o sistema de separação do lixo em sua casa!

A seguir, listamos as 5 etapas fundamentais da reciclagem em casa.

1. Conheça os materiais recicláveis e busque informações

O primeiro passo para implantar a reciclagem na sua casa é que você saiba quais são os materiais que podem ser reciclados pelas empresas de coleta. Busque informações sobre a sua região e adeque a sua rotina e ações ao que é possível na sua cidade.

Em posse das informações, faça uma lista de materiais que são aceitos e informe a todos os moradores da casa para que todos contribuam no processo! Uma ideia excelente para que ninguém esqueça é colocar esta lista à vista de todos, na porta da geladeira por exemplo.

2. Faça a limpeza dos itens

Nunca descarte embalagens e itens sujos dentro do lixo reciclável! Diferente do lixo orgânico, o estado de conservação e limpeza dos produtos recicláveis é fundamental para o sucesso do processo inteiro.

Itens sujos, mofados ou contaminados podem ser descartados pelas empresas de reciclagem pelo mau estado de conservação. Portanto, sempre faça a limpeza dos itens antes de colocá-los na lixeira.

3. Separe o lixo

Uma etapa essencial da reciclagem em casa é fazer a separação do lixo reciclável. Nunca faça o descarte do lixo orgânico junto com os materiais que deseja reciclar.

O ideal é que você possua uma lixeira para orgânicos e outras duas lixeiras: uma para papeis e papelões e outra para plásticos, metais e vidros. Desta forma, você evita que as embalagens de líquidos sejam misturadas aos papeis sensíveis à umidade.

Separar o lixo de forma correta é fundamental para garantir que os materiais estejam em condições adequadas para a reciclagem. Além disso, o descarte separado auxilia o processo de triagem feito pela empresa responsável.

4. Descarte no dia correto

É fundamental que você saiba qual é o dia da semana que é feita a coleta seletiva em sua região. Em muitas cidades o recolhimento do lixo reciclável é feito pela própria prefeitura. Em outros locais, esse serviço é realizado por centros ou cooperativas de reciclagem.

Portanto, para fazer a reciclagem em casa, é necessário que você saiba como funciona tudo isso no seu bairro. Busque informações e saiba qual é o dia que a cooperativa ou prefeitura passará pela sua casa para fazer a coleta do lixo reciclável. Isso evita que você descarte lixos recicláveis no dia que será feito o recolhimento do lixo comum e garante o descarte adequado de tudo.

Uma opção para locais que não dispõe de coleta em domicílio, é que você busque cooperativas ou outros estabelecimentos de reciclagem de sua região e veja se pode levar o material que você separou em casa até os locais de armazenamento. O processo pode ser mais trabalhoso, mas, sem dúvidas, você fará muito pelo meio ambiente ao realizar a reciclagem em casa!

5. Resíduos e produtos perigosos

O descarte de materiais perigosos como pilhas; baterias; óleo; eletrônicos ou algum material cortante como vidro quebrado e lâmpadas deve ser feito com muito cuidado. As pilhas, baterias e produtos eletrônicos devem ser direcionados aos locais que fazem a coleta e descarte correto de todas as partes destes itens.

Um cuidado especial deve ser tomado com as lâmpadas, principalmente as de LED. Elas possuem componentes e metais pesados que são maléficos à natureza e, portanto, devem ser descartadas por centros e empresas especializadas no manejo destes materiais.

O mesmo deve ser feito com o óleo de cozinha. Não é adequado fazer o descarte deste produto diretamente na pia ou no lixo. Muitas cooperativas ou membros da comunidade recolhem óleo usado para a produção de sabonetes e reutilização deste resíduo altamente poluente quando jogado incorretamente na natureza.

Informe-se na sua cidade quais são os pontos de coleta de cada um e faça o descarte adequado. Esta pequena ação ajuda, e muito, na preservação do meio ambiente!

Sobre os materiais cortantes, é muito importante que você proteja pratos ou copos quebrados com papel ou jornal. Enrole a parte cortante e sinalize que se trata de um item perigoso. Assim, você evita acidentes com as pessoas que trabalham com coleta e triagem de lixo.

Agora que você tem todas as informações necessárias, mãos à obra! Chegou a hora de iniciar a reciclagem em casae, assim, contribuir para um futuro mais saudável e sustentável.

Gostou do artigo? Não deixe de comentar a seguir!